10 de setembro de 2010

Substantivos: coletivos

O substantivo coletivo é aquele que reúne em um nome todo um conjunto de iguais. Na soma é como se os iguais equivalessem a um. É como se dezenas de búfalos que estivessem a correr por planícies norte-americanas se transformassem em uma manada. Portanto, as dezenas de búfalos fugitivos se transformariam em uma manada fugitiva, a ideia física de plural se converteria em uma ideia gramatical de singular. É uma espécie de ideograma dos iguais, representando o plural de uma classe de seres em um signo.

JVC - João Vicente - de Flickr

Diante disso, ao exergarmos sete aviões nos céus, cortando os ares, podemos traduzir essa imagem por uma esquadrilha, eliminando o número sete. Geralmente o substantivo coletivo substitui um número incontável de iguais, daí a sua importância, é muito mais polido dizer que se avistou uma esquadrilha do que uma "porrada de aviões", apesar de que uma porrada de aviões também traduza a mesma ideia de coletivo, como também em outros coletivos populares: criançada, cachorrada, gurizada, carraiada.

Na imensidão do Oceano Pacífico podemos encontrar um país chamado Kiribati. Esse país é formado por um conjunto de ilhas e de atóis de coral. Na verdade, trata-se de um arquipélago formado por 33 ilhas de coral: o Kiribati. A palavra arquipélago, embora esteja no singular, representa um conjunto de ilhas e, no caso, um país formado por ilhas na plenitude infinita do Oceano Pacífico.
Nasa Images

By Andre Deak from Flickr
O substantivo coletivo é uma designação que substitui a ideia de plural, é uma ideia que nos serve de base e simplificação. Hoje eu vi um peixe + um peixe + um peixe + um peixe + um peixe + um peixe + um peixe nadando próximos aos corais. Hoje eu vi uma porção de peixes nadando próximo aos corais. Hoje eu vi um cardume nadando próximo aos corais. 

A cultura e a ilustração nos proporciona o refinamento de um substantivo coletivo em sua síntese primária. Na verdade, o substantivo coletivo é um mecanismo sintético da língua, pois quando utilizamos uma infinidade de termos para dizer uma coisa estamos sendo analíticos. A síntese, em língua, mostra um refinamento mais preciso que põe no significante todo o significado de que precisamos sem lançar mão das análises linguísticas. A língua latina era sintética por natureza e as línguas românicas são analíticas, vez que fruto de decomposições constantes e históricas dessa língua mãe em sua estrutura nuclear.

Xcaballe from Flickr
Por vezes, por meio do uso que os falantes fazem da língua, um substantivo coletivo pode sofrer uma ampliação de sentido, tornando-se parte material ou um lugar - acervo, discoteca. Assim, a biblioteca é o conjunto de livros, mas também o lugar onde se depositam os livros, usada, na maioria dos casos, como espaço de leitura, pesquisa e empréstimos. É um coletivo que na falta de nome mais preciso tornou-se o lugar onde ficam os livros.

Substantivos Coletivos:
alcateia - lobos; arquipélago - ilhas; acervo - obras artísticas; cardume - peixes; constelação - estrelas; esquadrilha - aviões; frota - veículos, carros, navios; manada - búfalos, golfinhos; matilha - cães; súcia - malfeitores; vara - porcos e uma miríade de exemplos.

Um comentário: